sábado, 10 de julho de 2010

Porque do meu lado

(essa é uma cronica que encontrei no meio das minhas coisas e eu prometi a mim mesma e ao meu amado noivo que eu a colocaria aqui... lá vai!!!)
Tenho sofrido ultimamente de um problema! Provavelmente deve ter acontecido em um momento da vida de vocês, mas eu preciso expressar minha agonia imediatamente!!! Lá vai a bomba: eu tenho problema com privadas!! Não com as privadas em si, mas com esses banheiros públicos - que não entro de jeito nenhum - os dos colégios - que é só quando não consigo segurar - e agora o da faculdade.
Creio que o surgimento desse trauma foi na pré escola - hoje 1º ano - que eu queria muito fazer xixi e, pedi a professora, e fui... o banheiro era dentro da sala, um lado das meninas e o outro dos meninos, fiquei diante dos banheiros à procura da plaquinha que me indicaria o caminho para o das meninas, só que não tinha, nem um nem do outro, então foi no uni duni tê. Entrei, e logo notei o cheiro gostoso de urina e o acento estava encharcada dela:
- Essas meninas não sabem nem acertar o buraco! E olhem que é grande!! - Foi o que falei e eu tinha 6 anos de idade. Inacreditável!!! Ouvi um ruído de fora que dizia: "Ela não foi pro lugar errado, não?" E de repente silêncio... Saí e todos olhavam para mim. Eu olhei a todos. Eles desataram a rir e eu a chorar. Sai voando da sala e nunca mais usei os banheiros de lá. Nem de la nem de nenhum outro lugar.
O bom foi que, com o tempo a paranóia foi passando, mas ainda não consigo ir com segurança no banheiro. Espero todos saírem e aí se for numero 1 ou numero 2 faço a vontade.
Mas não é com a minha infância com quem eu estou agoniada e de um certo modo triste. É com o que vem acontecendo ultimamente. Eu trabalho e estudo isso tudo hum período das 8h da manha à meia-noite quando chego em casa, e não me conformo com meu corpo que insiste em querer fazer as coisas na hora errada (estou querendo dizer que na hora que eu quero - perdoem a expressão - cagar, meu corpo não quer e a hora que não quero, ele quer. O que que eu faço!?!?
Hoje foi um dia desses. Estava na aula da faculdade e pensei: "ninguém vai estar no banheiro agora, lá vou eu!" Quando eu saio, um amigo me puxa conversa, e eu, ansiosa dispenso ele com a desculpa de estar muito apertada - e estava mesmo - e fui. Entrei tinha umas meninas saindo, pensei que estaria só eu, apesar de descobrir logo depois que tinha uma menina usando um dos primeiros banheiros. Não tem importância vou usar um dos últimos mesmo. Entrei, travei a porta, ninguém se quer havia encostado no troninho (sorriso de orelha a orelha). E lá foi eu, sentei com gosto e quando estava só no pensamento, meditando forte, foi quando... NÃÃÃÃÃOOOOO!!!!!! Entrou uma menina no banheiro ao lado e tudo aquilo da infância voltou e travei:
-POOORRQuuueEEEE dOOO mEEEEuuu LAAAAADDOooo!!!!!
O pensamento se esvaiu e a vontade ficou, voltei para sala e e encolhi na cadeira.
Deus o que que eu faço????
Mellany Cedeno

Um comentário:

Wesley Viana disse...

hahahahaahahha
Vou ter que confessar.. também sofro desse problema.. se estou na casinha e tem alguém do lado.. esquece!! não funciona.. terrível isso Mel!! terrível!! rsrs